14 maio 2007

Este meu dia-a-dia...

É como tantos os outros... Deito-me de madrugada e deixo-me dormir até não poder mais, levanto-me, deixando para trás o sono profundo e os mais mirabolantes sonhos. Arrasto-me para baixo do jacto de água quente que me salva todos os dias, por simplesmente acordar-me do meu estado de sonambolismo. Digamos que o meu banho é como a água benta para a Igreja.
Após fazer o meu almoço, faço o meu caminho diário até ao café. Aí bebo a viciante cafeína adocicada por um saquinho de açúcar. Saboreio-o até à última gota, enquanto vou digerindo os vários jornais e revistas. Fumo um cigarro, que caí que nem ginja após o café. Deixo-me levar pelo fumo turvo que se vai expandido no ar à medida que o Público, Ipslon e o CM já vão nos últimos caracteres. Os amigos vão chegando a conta gotas: um que chega das aulas da faculdade, outro que vem do trabalho e ainda há aquele que acabou de acordar e faltou às aulas.
Será por volta das 7 horas que retorno à base, cumprimento a minha mãe e dirijo-me ao meu quarto. Faço barulho... Pego na guitarra e gasto energias, deixo naquele momento os acordes do meu dia-a-dia, o triste lamento ou o alegre contentamento, os meus desejos e os meus medos, faço barulho, muito barulho...
Ligo-me à internet, essa janela para o resto do mundo, vejo o email 1 e o email 2, volto a revê-los mais tarde com a esperança de alguma boa notícia. Falo e deixo falar quem conheço no MSN, volto a encontrar todos aqueles que anteriormente deixei no café. Combinamos uma saída à noite: "Como é que é?"; "Que é que se faz?"; "À noite sai-se?".
A resposta é sempre a mesma: "Até ao café."
Enquanto não janto vou ao Cargadetrabalhos para saber o que há de novo nas redondezas, neste caso trabalho. Sei que este site é visitado diáriamente por pessoas tal como eu, é a nossa voltinha obrigatória no mundo virtual. Mas chateia-me encontrar sempre o mesmo e mais do mesmo, repetido e rerererepetido com nomes que são tudo menos aquilo que procuro: Account Manager; Pos Development Manager; Assistant Brand Manager; Communication Manager; Marketing Assistant Manager; R.Q.P.M. (E o Raio Que o Parta Manager).
Vemos que a procura é frenética por pessoas de gestão, economia e marketing; bem como de designers web, gráficos e programadores... Enfim, tudo aquilo que não estou apto para executar.
Volto para o meu cantinho e entretenho-me a escrever neste blog e/ou a fazer o meu portfolio on-line. Mando um ou outro currículum e lá vou fazendo uns trabalhinhos... Mas voltando ao meu dia-a-dia, depois de jantar vou ao café ter com os meus colegas de "dia-a-dia". Após o café por vezes vamos até ao nosso "underground" e jogamos um Poker ou vêmos um filme. Por volta das zero horas voltamos a casa e ao nosso PC ligado à internet, repito e volto a repetir todo o processo: email1-email2-Caragadetrabalhos-Blog1-Blog2-Myspace1-MSN. And so on...
Ponho-me a ver TV, sempre com o desejo que todas as novelas e programas acabem para eu poder deliciar-me com um filme ou dois antes de ter de ir para o vale dos lençóis.
Antes mesmo de adormecer, leio um dos livros da mesa de cabeceira, o que neste caso é o Cheque ao Rei de Joanne Harris, uma das minhas escritoras fetiche, depois de já ter lido os livros Quatro quartos de laranja, Vinho Mágico e Praia Roubada, todos eles soberbos.
Finalmente adormeço e deixo-me levar para o próximo dia...

8 comentários:

Trindade disse...

fuck, que vida de cão, parece a minha...

troca lá um linkzito com o blog do amigo, anda

The Last Uncrashed Antonov

Starlight disse...

Tenho uma vida parecida à tua... Ai tenho, tenho...*

Sy disse...

...é praticamente isso...:(

Demoiselle Retro disse...

por que não vens a lisboa qualquer dia visitar os amigos? tb há cafés por aqui e foges um pouco da rotina ;) bjs

Ivan "El Torriano" disse...

E que tal acordar às 7 da manhã, ir para Lisboa trabalhar, chegar a casa às 8 da noite, ganhar umas coroas mas não ter tempo para gastá-las. Um conselho, aproveita a boa-vida enquanto podes esticar a corda...chega a haver dias que a Mónica Belluci bem podia andar em ansias para me saltar para cima e garanto-te que lhe dizia "Querida hoje não, doi-me o escafóide da mão direita"...

Taberneiro disse...

não penses nisso. aparece cá em lisboa e vamos a um bordel ver o stock primavera-verão de tietas!!!vais ver que isso passa...pelo menos é o que diz a má lingua ;)

SinemaS disse...

Só há um pequeno senão... é que estar na "boa-vida" e não ter coroas para gastar é como ter um perfume que não cheira a nada.

Starlight disse...

Apoiado... :)**