11 outubro 2006

Por falar em puta!!!

Fui vítima de violência sexual neste fim-de-semana por parte duma grandessíssissississi(etc)ma puta. Ora, estava eu todo contente, e quando digo contente é porque já tinha passado a fase do alegre, a dançar descontrolado na pista de dança da magnífica discoteca Tunéle (na verdade Túnel) quando me salta uma gaja feia como tudo em minha direcção, reconhecia-a, era uma puta que tinha visto no fim-de-semana passado na bomba de gasolina BP.

Foi na sexta-feira, eu e uns amigos enfrascámo-nos e por volta das 4 da manhã sem nada para fazer decidimos ir curar os nossos males (bebedeira) até ao café da área de serviço que serve uns belos Hamburgueres. Nisto já enquanto comíamos, iamos falando descontraídamente de histórias passadas, bebedeiras engraçadas, etc., quando entra um homem aparentando os seus cinquentas e uma quenga mesmo quenga que só de olhar para ela dá para ver que aquilo nem mesmo de borla. Foi aí que este "casalinho" acabou por se por à escuta das nossas conversas e ainda tentaram meter conversa.

Agora retomando a conversa de ter sido molestado, como ia a contar estava eu muito bem quando dou de caras com o tal monstro que também me reconheceu, saltou-me para cima e encostou-me à parede perguntando endiabrada de onde me conhecia.
- Da BP!!! - Gritei-lhe!
- Mas donde eu conheço-te? - Berrou o monstro enquanto se preparava para afincar os dentes de vampiro no meu pescoço.
- Foda-se!!! Da BP!!! - Já em desespero.
- O quê?? - Preparando-se para uma nova investida sobre o tenro pescoço.
- É pá!!! Foda-se!!! Da BP!!! - Em pânico olhei à volta para ver como poderia fugir dali. Estava preso entre a parede e as mamas da dita cuja, não tinha por onde fugir quando vi um amigo meu e fiz-lhe sinal. A puta virou-se e fixou os olhos do meu colega voltando à carga.
- Gostas de homens, é? - Desconfiada.
- Achas!?! Eu gosto de MULHERES!!! - Gritei-lhe furibundo pela ofensa, mas depressa arrependi-me quando vi os olhos da mulher a brilhar na minha direcção.
- Ainda bem!!! - Disse a mulher deliciada como se tivesse acabado de ter um orgasmo, e saltou-me para cima com ainda mais força.
- Ohhhhhhhh!!!! Não! Espera! Foda-se!!! - Enquanto tentava esquivar-me daquele corpo imenso e que me prendia. Dificilmente consegui desembaraçar-me daquelas mamas que me davam pelo pescoço e afastei a mulher de perto de mim.
- Tenho de ir à casa-de-banho!!! - Disse-lhe.
É claro que nem fui à casa-de-banho, enfiei-me pela multidão e fiz o possível para desaparecer rápidamente. Não é todos os dias que somos assediados assim sem mais nem menos... se ao menos fosse boa, mas é que era uma aberração humana, faria da Manuela Moura Guedes uma peça de Museu comparado com aquilo.

Só não me escapei da marca avermelhada estancada no meu pescoço... Oh meu deus será que apanhei Aids??? Ou raiva??? É melhor perguntar à revista Maria.

3 comentários:

Sleeping Angel® disse...

lolololololololol
é melhor escreveres à maria

jftmma disse...

Faltou referir entre várias coisas que a tua amiga puta foi amante do professor Herrero ou Ferrero,...p.s. e pela boca morre o peixe...Deus escreve por linhas tortas.

SinemaS disse...

Pela boca morre o peixe diz ele... O causador desta desgraça ainda tem o descaramento de vir para aqui cuspir cobras e lagartos!!! Não cantes vitória antes do desfecho não vá o diabo tecelas e como por magia do prof. Ferrero aparece-te aquela aberração ao colo.